Quick Massage e produtividade: entenda a relação

Técnica tem conquistado grande reconhecimento devido a sua eficácia na combate ao estresse.

25/02/2018 | 16:45
Última atualização: 25/02/2018 | 16:45

Foto: Divulgação

Que o ambiente corporativo pode ser desgastante, todo mundo sabe. O que muitas pessoas ainda não sabem é que trabalhar sob pressão afeta negativamente o clima organizacional, as relações interpessoais e a integração da equipe, além de gerar muita insatisfação. Afinal, quanto mais felizes e satisfeitos estão os funcionários, mais produtivos e dispostos eles serão. Que tal uma quick massage?

Nenhum trabalhador está livre da aceleração do ritmo de vida em todo o mundo e da demanda por grande velocidade na entrega de suas tarefas. Com tantas metas, preocupações e desafios, é comum encontrar pessoas cansadas, nervosas e agitadas nas empresas. Por isso, para alcançar bons resultados, é fundamental que os gestores encontrem maneiras de aliviar as situações, e essa é uma boa pedida para isso.

O que é e como funciona a quick massage?
O termo quick massage vem do inglês e significa massagem rápida, já que sua duração é de, aproximadamente, 15 minutos por sessão. Não há necessidade de usar roupas especiais nem óleos específicos para receber essa massagem.

Basta uma cadeira adequada e um profissional qualificado para que o funcionário recupere suas energias ali mesmo, no ambiente de trabalho. O principal objetivo da quick massage é o relaxamento muscular das regiões dorsal, cervical e dos membros superiores, além de melhorar a postura, equilibrar o fluxo energético do corpo e desbloquear as tensões. Esses resultados são atingidos imediatamente por meio de pressões com a polpa dos dedos, cotovelos e palmas das mãos.

Na época em que a quick massage surgiu, David trabalhava para a famosa empresa Apple e vivenciava um alto índice de funcionários afastados no trabalho por motivos médicos — principalmente por LER (Lesão por Esforço Repetitivo) e DORT (Distúrbio Osteomuscular Relacionado ao Trabalho).

Na busca de soluções para o problema, David Palmer teve a ideia de criar uma massagem mais rápida e que pudesse ser feita na posição sentada. Ele se baseou nas técnicas de massagem oriental, como o Shiatsu e o Anmá e, assim, desenvolveu uma cadeira especial para a prática.

Para receber a massagem, o colaborador não precisa se despir e o massoterapeuta trabalha as áreas do corpo mais acometidas pelas atividades laborais, como a região cervical, os ombros, os braços e os antebraços, as mãos e do dorso até a área lombar.

Quais são os benefícios da quick massage?

Benefícios para a empresa
O empreendimento é um dos maiores beneficiados pela abordagem, que atua em várias frentes para a otimização operacional e do espaço, em geral. Essa técnica traz como pontos positivos:

– Reduz os gastos com assistência médica

– Diminui o número de faltas e afastamentos por problemas de saúde

– Representa uma melhoria no ambiente de trabalho

– Aumenta a produtividade do empregado

– Tem baixo custo

– É flexível e rápida

– Reduz o índice de acidentes de trabalho

– Reconecta o funcionário

– Estimula a criatividade do funcionário

– Incentiva o poder de decisão, a comunicação e a atitude dos trabalhadores

– Resgata a energia perdida durante o expediente

Benefícios para os funcionários
Além de a empresa ser uma grande favorecida, os colaboradores recebem impactos positivos diretos na saúde e na forma de trabalhar. Veja quais são os pontos de maior destaque:

– Reduz as dores musculares e tensões

– Melhora a concentração e o entendimento

– Alivia o cansaço mental e físico

– Melhora a disposição, a motivação e o humor

– Produz sensação de tranquilidade, relaxamento e paz

– Reduz o estresse, a irritação e a ansiedade

– Diminui o risco de lesões musculares

– Controla a circulação sanguínea

Tatiana Saches

Tatiana Saches

Fisioterapeuta do Trabalho e Ergonomista - Ergolife Ltda

maxgourmet

PIRADIGITAL © 2017 Todos os direitos reservados