O que mais eles não te contam…

O conceito de embalagem de alimento com zero estampado é tendência. Mas nem tudo que está ali é verdade. Muitas vezes, é apenas uma jogada de marketing. Confira as dicas de Thaís Camargo.

04/08/2017 | 11:40
Última atualização: 04/08/2017 | 10:50

Foto: Banco de imagens (Pixabay)

Essa é para a galera vidrada em rótulos de alimentos, daquelas que contam todas as calorias e nutrientes e adoram um produto zero. Como eu já falei no texto sobre sódio, tem algumas coisas que eles escondem de você. E eu estou aqui para contar mais uma delas.

Sabe esse monte de produto zero que a gente vê por aí nas prateleiras dos supermercados? Eles não são tão zero quanto você acha. E nem adianta reclamar. Toda essa jogada de marketing da indústria de alimentos é aprovada pelos órgãos regulamentadores. Acontece que eles acharam uma brecha e se aproveitaram dela. Alguns alimentos contém um valor tão pequeno de algo, que esses órgãos permitem que se estampe nas embalagens, em letras bem grandes, como produto zero.

Vamos usar como exemplo o cream cheese. Ele tem aproximadamente 0,8 mg de cálcio para cada 1g desse queijo, o mesmo que 2% do valor diário recomendado para consumo, o tal do VDR. Ou seja, uma quantidade muito pequena, mas que existe. E ainda assim, é permitido chamá-lo de um produto com 0% de cálcio. Isso também acontece com as gorduras, o sal, o açúcar, a lactose. E você com um sorriso no rosto, arrasando na dieta, achando que não ta consumindo nada disso. Nem vou discutir a situação dos alérgicos.

É claro que são valores muito pequenos. Mas como podemos nos tornar consumidores mais conscientes e cuidar mais da nossa alimentação, se não sabemos exatamente o que estamos consumindo?

Thaís Camargo

Thaís Camargo

Gastrônoma pelo Centro Universitário Senac de Águas de São Pedro (SP) e professora de gastronomia.

PIRADIGITAL © 2017 Todos os direitos reservados