O poder de um filho

Eles curam dor, amenizam problemas e trazem esperança

08/05/2019 | 14:48
Última atualização: 08/05/2019 | 14:49

Foto: Arquivo pessoal

Dias atrás me veio à cabeça a lembrança de um bate-papo com um colega que o jornalismo me presenteou. A troca de palavras aconteceu menos de um mês após a morte da minha mãe. Como ele também havia tido dor similar – perdeu o pai – resolvi fazer uma pergunta e ‘vomitei’: “Depois do seu pai, conseguiu voltar a ser feliz? Sorriu de verdade, com o coração?”

Pela expressão com a qual me olhou, ficou assustado com a pergunta. Talvez não esperasse por algo assim. Foi então que me olhou e sorriu. A resposta que eu tanto queria? Nunca foi dada.

Naquele momento, eu era tomada por uma dor indescritível. Tudo havia perdido a graça. Confesso que a dor se multiplicou durante a gravidez, pois pensava como poderia ter dois filhos sem a minha mãe ao lado.

Até que quando me tornei mãe, conheci o poder de cura que nós, filhos, temos. Com o nascimento dos meninos, percebi que os filhos mexem com o que somos e eles têm a capacidade de curar coisas que nem sabíamos que precisávamos.

O filho é capaz de regenerar o seu passado e te dar forças para continuar a escrever sua história. Ele traz sentido a vida e te faz conhecer o verdadeiro sentido da palavra amor.

A minha mãe ainda faz muita falta e a saudades é gigantesca – alguns dias são piores. Mas os meninos me trouxeram paz ao coração e fé em dias melhores.

Me fizeram ver e refletir o quanto fui cega ao verdadeiro milagre que é a vida. Ah, e sim, eles fizeram com que eu voltasse a sorrir com o coração.

Então, em uma semana tão cheia de simbolismo, fica aqui o meu desejo de feliz e abençoado Dia das Mães a todos que de alguma forma fazem o papel de mãe e, claro, aos poderosos filhos.

Juliana Franco

Juliana Franco

Jornalista, sãocarlense, apaixonada por Piracicaba, viciada em café, viagens, boas histórias e livros. Mãe dos gêmeos Lucca e Luigi. | Instagram: @jufrancojor

PIRADIGITAL © 2017 Todos os direitos reservados