Doze meses de aprendizado, um ano de muito amor

Juliana Franco comemora seus primeiros 365 dias como mãe e conta sobre como é morrer e renascer por várias vezes

31/01/2019 | 16:55
Última atualização: 31/01/2019 | 17:04

Foto: Arquivo pessoal

Fico espantada quando penso que hoje, 31 de janeiro de 2019, os meninos completam um ano. Parece que meus dois pacotinhos de dois quilos nasceram ontem.

Sem dúvida foi um ano sabático e, ao longo destes 12 meses, posso dizer que morri e renasci muitas vezes. Acredito que muitas mães concordam comigo: a maternidade é um processo intenso e, por vezes, doloroso.

Foi um ano inexplicável: certamente o mais feliz e também o mais difícil. Foram muitas as dúvidas e as novidades em tão pouco tempo. Por isto, tenho a sensação de que aprendi mais sobre a vida, o amor, a doação e a gratidão ao longo destes 365 dias do que em 34 anos.

Por muitas vezes, me vi em pedaços e, em alguns casos, ficava tentando juntar estes pedacinhos em busca daquela antiga Juliana, sem conseguir enxergar em quem me transformei.

Foram vários os momentos em que me questionei: “Por que ninguém me falou sobre isso?”.

Ninguém me disse, por exemplo, que definitivamente nunca mais ficaria sozinha – isto inclui as idas ao banheiro ou o simples ato de tomar banho. Ninguém me disse que é normal se sentir louca depois de ter um bebê ou que os efeitos da gravidez duram por eras.

Mas estas são dores e dificuldades que desaparecem, como em um passe de mágica, quando os meninos me olham e abrem aquele sorriso. Ou ainda, quando retribuem carinhos e beijos.

Eles me desarmam quando acordam às 6h e me recepcionam no berço com festa. Sabe aquele mau-humor por ter que levantar da cama tão cedo? Desaparece.

Também me derreto a cada conquista desta pequena grande dupla – sim, faço exatamente o que minha mãe fazia e eu odiava: Grito para o mundo quando aprendem algo novo. Além disso, faço filmes, tiro fotos e envio para todos, toda orgulhosa.

Ao longo destes 12 meses, enfrentamos juntos novos desafios e tivemos bons progressos, mês a mês. Foi um período de muito aprendizado e também de muito amor.

Mergulhei no desconhecido e em um profundo contato com minhas emoções. E hoje, neste dia tão especial, só agradeço! Agradeço muito por todos os momentos vividos e tenho um único pedido: que meus gordelícias tenham muita saúde. Todo o resto? Corremos atrás. Todas as dificuldades? As venceremos com muito amor.

Ah, só mais uma coisinha: tempo, por favor, tira o pé do acelerador!!!

Juliana Franco

Juliana Franco

Jornalista, sãocarlense, apaixonada por Piracicaba, viciada em café, viagens, boas histórias e livros. Mãe dos gêmeos Lucca e Luigi. | Instagram: @jufrancojor

PIRADIGITAL © 2017 Todos os direitos reservados