Diferença entre L.E.R. e D.O.R.T.

Você sabe qual é a diferença entre os dois? Ambos designam síndromes causadas por esforços repetitivos, mas cada um tem sua particularidade. Entenda.

08/10/2017 | 10:31
Última atualização: 08/10/2017 | 10:31

Foto: Divulgação

Em 1998 o INSS introduziu o termo DORT – Doenças Osteomuscular Relacionadas ao Trabalho equiparando-se com a L.E.R. “Segundo a norma técnica do INSS sobre DORT, conceituam-se as lesões por esforços repetitivos como uma síndrome clínica caracterizada por dor crônica, acompanhada ou não de alterações objetivos, que se manifesta principalmente no pescoço, cintura escapular e/ou membros superiores em decorrência do trabalho, podendo afetar tendões, músculos e nervos periféricos. Mas qual a diferença entre elas? L.E.R é a abreviatura de Lesões por Esforços Repetitivos é com o próprio nome diz é a repetição exaustiva de um determinado movimento, em alta frequência e em posição ergonômica incorreta, gerando essas lesões nos tendões, ligamento e músculos. A DORT é causada por mecanismos de agressão, que vão desde esforços repetidos continuadamente ou que exigem muita força na sua execução, até vibração, postura inadequada e estresse. Essa terminologia fez com que a condição fosse entendida apenas como uma doença ocupacional, e que existem profissionais expostos a maior risco: pessoas que trabalham em linhas de montagem e de produção ou operam britadeiras, assim como digitadores, músicos, esportistas, pessoas que fazem trabalhos manuais. Ainda há muitas dúvidas sobre quando é definido como L.E.R. e ou DORT, pois alguns profissionais dizem que L.E.R. não é diagnóstico e sim a DORT que é mais abrangente, de qualquer forma o que devemos levar em consideração é como podemos prevenir tais distúrbios para que possamos ter mais qualidade de vida em nossa vida profissional e fora dela.

Como prevenir 
Podemos evitar as Lesões por Esforços Repetitivos(L.E.R.) ou Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho(DORT) através da prevenção, ou no caso já tenha sido acometido de algum sintoma ou sinal, pode-se minimizar as dores através de algumas práticas. ✔️As musculaturas mais exigidas durante o trabalho precisam de descanso para se recuperarem, desta forma procure realizar pequenas pausas durante o dia. ✔️Faça alongamentos durante essas pausas nas áreas do corpo que mais sofrem com repetitividade. ✔️Procure sempre manter boa postura, incluindo a adequação ergonômica do seu ambiente de trabalho com suas características físicas e atividade. ✔️Não realizar força exagerada, repetitiva ou frequente em sua atividade. ✔️Procure manter um ambiente mentalmente sadio ao seu redor, evitando estresse desnecessário e desgaste psicológico. ✔️O sono e a boa alimentação também é muito importante para prevenção e reparação de sintomas. ✔️Pratique atividade física regularmente! Um corpo bem preparado possui menor chances de adoecer. ✔️As L.E.R./DORT são curáveis, principalmente nos primeiros estágios, portanto procure ajuda médica assim que surgirem os primeiros sintomas. Prevenção ainda é o melhor remédio.

Fabiana Berto

Fabiana Berto

Coordenadora de Ginástica Laboral da Ergolife | www.ergolifenet.com.br

PIRADIGITAL © 2017 Todos os direitos reservados