Conheça tratamentos não invasivos para realizar durante a primavera

Tratamentos corporais levam algum tempo até que seus efeitos se tornem visíveis, por isso, o recomendado é iniciar qualquer procedimento com, pelo menos, três meses de antecedência.

17/10/2017 | 11:40
Última atualização: 17/10/2017 | 11:24

Foto: Banco de imagens (Pixabay)

Com o início da primavera, intensificam os cuidados com o corpo para entrar em forma e curtir a estação mais ensolarada do ano sem preocupação: o verão. Uma boa dica é aproveitar o período para investir nos tratamentos estéticos.

De acordo com a diretora e especialista em saúde e beleza da Onodera Estética Piracicaba, Debora Vasconcelos, a primavera é a melhor estação para se iniciar os tratamentos corporais. “Grande parte da ala feminina deixa para cuidar do corpo somente quando chega o verão, o que pode ser um pouco tarde. Todos os tratamentos corporais levam algum tempo até que seus efeitos se tornem visíveis, por isso recomendamos iniciar qualquer procedimento com, pelo menos, três meses de antecedência”, explica.

A especialista também alerta para a importância de uma consultoria profissional. “Antes de iniciar qualquer procedimento, a cliente deve passar por uma avaliação, que irá determinar o melhor tratamento e as sessões necessárias”.

Outra recomendação é quanto a associação de procedimentos com hábitos saudáveis: “exercícios físicos e alimentação equilibrada também são essenciais para que os resultados almejados sejam realmente benéficos e permanentes”.

Abaixo, Debora separou procedimentos não invasivos – que não precisam de cortes e anestesias, para aproveitar o verão ainda mais confiante.

Depilação a laser: A Onodepil é a depilação com laser que utiliza o Light Sheer Duet, que reúne o que há de mais moderno em termos de tecnologia e eficiência, ideal para pelos indesejáveis e foliculite. Pode ser utilizado no buço, braço, abdome, pernas, partes íntimas, dedos e mãos. Cada sessão dura cerca de 10 a 45 minutos, dependendo da região tratada, e deve ser feita em um intervalo de um mês.

Flacidez: Para amenizar a flacidez, o tratamento indicado é o Trilipo, que combina a radiofrequência tripolar com a ativação muscular dinâmica, como explica Debora: “esse tratamento cuida da flacidez tissular e muscular simultaneamente. Agindo profundamente na pele, acelera o metabolismo da gordura natural, liberando as moléculas de gordura, reduz a circunferência, melhora o contorno corporal, aumenta a circulação sanguínea e linfática e otimiza a oxigenação do tecido”. Para bons resultados são necessárias no mínimo dez sessões, com duração de 20 a 40 minutos, dependendo da área tratada. Vale destacar que o procedimento pode ser feito uma vez por semana.

Gordura localizada: Reunindo as técnicas e benefícios da criolipólise e da radiofrequência, a Criofrequência provoca uma série de micro choques térmicos que leva a uma tensão imediata na pele, resultando na desintoxicação e oxigenação da área tratada, além da dilatação dos vasos sanguíneos e a destruição da gordura. Consequentemente, o procedimento também contribui para a diminuição da flacidez e melhora do aspecto da celulite. Em média, o procedimento dura de 10 a 60 minutos, dependendo da região aplicada. Com recomendação de 8 a 10 sessões, podendo ser realizadas semanalmente ou quinzenalmente dependendo da indicação.

Celulite: Indicado para celulite de graus I a III, o Shock Wave atinge o tecido de gordura que ajuda a dissolver as fibroses, grandes responsáveis por puxar a pele para baixo causando a aparência de casca de laranja. Além disso, o processo aumenta a oxigenação local e melhora a circulação sanguínea na região, promovendo a drenagem de líquidos e toxinas retidos no organismo. Em média, o procedimento dura 15 minutos por região, com recomendação de 8 a 10 sessões, podendo ser realizado duas vezes por semana.

Quer mais informações sobre tratamentos estéticos para o verão? Cadastre-se e ganhe descontos incríveis. Clique aqui.

Piracicaba Digital

PIRADIGITAL © 2017 Todos os direitos reservados