Alimentação na pratica da atividade física

Alimentação e atividade física devem caminhar lado a lado quando buscamos melhor qualidade de vida. Confira as dicas da nutricionista Franciele Cristina Campos.

03/09/2017 | 09:30
Última atualização: 03/09/2017 | 08:46

Foto: Banco de imagens (Pixabay)

Ainda são muitas as dúvidas quando o assunto abordado é alimentação e atividade física. O que comer antes e depois? O que comer para ganhar massa muscular?

Para aqueles que praticam alguma atividade física com regularidade, a alimentação é um fator fundamental para alcançar um bom desempenho. Por isso ela deve ser equilibrada e completa para que o corpo realize todas as suas funções adequadamente e garanta um bom resultado. Sabe-se que a prática regular de atividade física traz muitos benefícios à saúde, entretanto, para uma vida saudável, é necessário aliar o exercício físico a uma alimentação balanceada, contendo alimentos de todos os grupos e na quantidade adequada.

De acordo com os princípios de uma alimentação saudável, todos os grupos de alimentos devem compor a alimentação diária de um esportista. Uma alimentação equilibrada deve fornecer os seguintes nutrientes:

Carboidrato: Principal fonte de energia para o organismo, preservação das proteínas, ativador metabólico e combustível para o Sistema Nervoso Central. Fontes: cereais (arroz, milho, trigo, aveia), pães e tubérculos.

Proteína: Desempenha um papel muito importante em nosso organismo, pois fornece material tanto para a construção como para a manutenção de todos os nossos órgãos e tecidos. Fontes: origem animal- carnes, ovos, leite e derivados. Origem vegetal-leguminosas secas (feijão, ervilha, lentilha, soja).

Gordura: Também são importantes, pois fornecem energia ao organismo, são componentes das membranas celulares, está envolvido no transporte de vitaminas A, D, E, K e na produção hormônios. Fontes: óleos, gorduras e sementes oleaginosas (nozes, castanhas etc.)

Vitaminas e Minerais: Envolvidos na produção de energia, transporte de oxigênio, saúde óssea, preservação do sistema imunológico, proteção contra os radicais livres e recuperação muscular. Fontes: frutas, verduras e legumes.

Hidratação: Ajuda no transporte de nutrientes, eliminação dos restos metabólicos na urina e na termorregulação.  Fontes: água, sucos naturais, isotônicos.

Segue algumas dicas
Antes do treino: a alimentação vai melhorar o desempenho, prevenção de fadigas e outros danos. Recomenda-se carboidrato de baixo índice glicêmico, evitar excesso de proteínas, fibras e gorduras. Ex: pão integral, queijo branco, pasta amendoim, banana, aveia etc.

Durante o treino: evitar desidratação, riscos de náuseas e distúrbios gástricos. Recomenda-se em treinos acima de 1 hora o consumo de bebidas com carboidratos e sódio.  Ex: água, géis (contém: maltodextrina, frutose) e isotônicos.

Após o treino: repor estoques energéticos, aumentar a síntese de glicogênio e massa muscular. Recomenda-se o consumo de carboidratos e proteínas. Ex: batata doce, iogurte e derivados do leite, carnes em geral etc.

Quanto mais o praticante de atividade física conhecer a respeito dos nutrientes e seus benefícios, melhor ele poderá conduzir as escolhas dos alimentos que farão parte da sua alimentação diária. Para se ter um melhor resultado e adequação na sua alimentação a orientação de um nutricionista é fundamental para juntos atingir seus objetivos.

Franciele Cristina Campos

Franciele Cristina Campos

Nutricionista – Ergolife Ltda (www.ergolifenet.com.br)

PIRADIGITAL © 2017 Todos os direitos reservados