Abra mão de muito, mas sem perder nada

Os desafios de uma mãe de primeira viagem, em dose dupla.

06/10/2018 | 10:28
Última atualização: 06/10/2018 | 10:28

Foto: Ju Penteado

“Não abra mão da sua vida por causa dos seus filhos. Um dia eles crescem, seguem suas vidas e você fica…”. Esta foi uma das frases que mais ouvi desde que anunciei a gravidez em agosto de 2017. E engana-se quem pensa que ela desapareceu depois que os meninos nasceram: mesmo após oito meses, estas palavras ainda entoam em meus ouvidos.

Apesar de nunca ter me incomodado com estas opiniões – e grande parte da vida ter pensado assim –, algumas situações dos últimos meses me fizeram refletir. E cheguei a conclusão de que ser mãe é abrir mão, sim!

Abrir mão começa antes mesmo dos filhos nascerem. Abri mão quando deixei o vinho com os amigos e o chopp com o marido de lado. Quando abandonei a vida social para me resguardar. Quando deixei de fora da minha dieta opções que amo em busca de uma alimentação saudável para o bom desenvolvimento deles. Quando optei por abandonar a vaidade e nos últimos meses de gestação aposentar os saltos – parece besteira, mas para mim, que usa salto praticamente todos os dias, foi difícil.

Depois do nascimento, abri mão de horas de sono, do banho de gente, de almoços e jantares. Fazer as unhas? É um luxo. Cuidar dos cabelos então….
A vida social? Continua não existindo.

Já o trabalho? Sim, voltei para ele – mas também abri mão. Não pude mais ser a louca desvairada com emprego formal, empreendedora e com freelances. Que de quebra ainda estudava.

Abrir mão não significa apenas deixar o emprego de lado. Abrir mão, quando se é mãe, tem um significado muito mais amplo. Não estou dizendo que devemos abrir mão de nós mesmas ao nos transformarmos em mãe. Mas, a maternidade é abrir mão.

Talvez, com o tempo, as coisas voltem ao normal e a vida siga seu rumo novamente. Por isto mãe, abra mão de muito, mas sem perder nada.

Juliana Franco

Juliana Franco

Jornalista, sãocarlense, apaixonada por Piracicaba, viciada em café, viagens, boas histórias e livros. Mãe dos gêmeos Lucca e Luigi.

PIRADIGITAL © 2017 Todos os direitos reservados