À sombra da centenária sapucaia, XV celebra 105 anos de história

Comemoração ocorreu na quinta-feira (15 de novembro)

16/11/2018 | 12:00
Última atualização: 15/11/2018 | 21:36

Fotos: Dayanne Arthur (XV de Piracicaba)

O Esporte Clube XV de Novembro de Piracicaba comemorou na quinta-feira (15 de novembro), feriado nacional, 105 anos de sua fundação. Para celebrar a data foi escolhido um local especial e também rico em história e simbolismo: à sombra da sapucaia, localizada na Rua Moraes Barros, esquina com a Avenida Independência, plantada para celebrar o fim da Primeira Guerra Mundial. A árvore completa seu centenário nesse mês e há 53 anos conta com o Barão como vizinho.

A solenidade, organizada em conjunto com o IHGP (Instituto Histórico e Geográfico de Piracicaba), Prefeitura de Piracicaba e Associação Amigos da Sapucaia, que faz aniversário de 22 anos da sua banda, contou com autoridades, membros das instituições e torcedores do Alvinegro. Após as homenagens feitas, houve o toque de silêncio pelo Exército Brasileiro, por meio do TG 02-028, em lembrança às centenas de brasileiros mortos durante o conflito.

Para finalizar o evento, aconteceu o descerramento da placa em condecoração ao centenário da sapucaia. “As entidades de Piracicaba, em especial o IHGP, aproveitaram para fazer uma homenagem quíntupla: aniversário da República, 105 anos do XV, 100 anos da sapucaia, 22 anos da banda da sapucaia e três anos da associação. A sapucaia representa um símbolo da resistência, da paz, uma coisa que orgulha muito nosso município”, disse o prefeito Barjas Negri.

“Gostaria de parabenizar aos envolvidos por este evento e tenho certeza absoluta que a cidade vai continuar reconhecendo a importância da sapucaia”, complementou. A presidente do IHGP, a professora Valdiza Caprânico, mostrou emoção em seu discurso de abertura ao lembrar da história envolvendo seu avô, o senhor Antônio Caprânico, que foi quem semeou a sapucaia ao ouvir no rádio que a guerra havia terminado.

“Eu só tenho que agradecer a todos que colaboraram. Os integrantes do marketing do XV, que me ajudaram demais a organizar este evento. Se não fosse por esta parceria, hoje não estaríamos aqui. Então, quero parabenizar o clube e as pessoas maravilhosas deste departamento. A sapucaia é vizinha e eu quero ficar no coração de todos. Parabéns ao XV pelos seus 105 anos”, falou Valdiza.

Irmão de Valdiza e, portanto, também neto de Antônio Caprânico, o funcionário público José Antônio do Amaral Caprânico, que é conselheiro vitalício do Nhô Quim, recebeu uma placa de Danilo Di Lernia, em nome do XV de Piracicaba, pelos serviços prestados em prol da instituição. “Realmente estou muito emocionado, porque é minha vida. Essa homenagem representa o Bairro Alto, que é um bairro que eu sempre vivi, fui criado e amo”, externou, antes de prosseguir.

“Representa também o XV, que é o time do meu coração. Lembro, ainda criança, acredito que com cinco anos, que já frequentava o antigo campo RGP (o extinto Roberto Gomes Pedrosa, onde o clube mandava suas partidas antes da construção do Barão). Há ainda a árvore que meu avô plantou. Desta forma, para mim é uma alegria imensa. Ver o centenário da sapucaia, os 105 anos do XV e essa festa maravilhosa nos deixa cheio de esperanças. Agradeço à toda coletividade quinzista, diretoria, colaboradores, sócios e demais integrantes”, concluiu.

Piracicaba Digital

PIRADIGITAL © 2017 Todos os direitos reservados