Espetáculo Peneiras Conta Negritude estreia no domingo (5)

Trabalho do grupo retrata a história do negro no Brasil, a cultura afrobrasileira e suas diversas religiões.

04/11/2017 | 13:00
Última atualização: 04/11/2017 | 07:41

Foto: Divulgação

No domingo (5) estreia o novo espetáculo do Coletivo Peneiras de Teatro. O trabalho do grupo retrata a história do negro no Brasil, a cultura afrobrasileira e suas diversas religiões. A apresentação acontece às 20h, no Clube Treze de Maio de Piracicaba (SP).

O processo de criação iniciou-se em dezembro do ano passado e manteve-se por meio de estudos e pesquisas aprofundadas sobre a temática abordada, diferentes vivências dentro da dança e ritmos africanos, bem como a música e o canto.

“Peneiras Conta Negritude” é contado em dois atos, que se diferem pela época, proposta de encenação e pela dramaturgia construída. Acompanhamos, durante o enredo, muito sobre a história do negro escravo; a prisão de Zambi, a chegada ao Brasil, o desespero dos escravos dentro dos navios negreiros, a esperança de reencontrar Luanda, a compra e venda dos escravos, tratando-os ora como animais, ora como simples mercadorias, as torturas e a fuga. A partir daí, vemos a construção e o crescimento de Palmares e acompanhamos o cotidiano do quilombo, que no segundo ato se transforma no Morro dos Palmares. Através de uma sucessão de fatos recorrentes no dia-a-dia do negro pobre, o texto, por sua vez, lança o olhar para a chamada “minoria” e faz uma tentativa de ‘desbanalizar’ essas situações, trazendo fortes reflexões sobre temas como racismo, homofobia, desigualdade social e sonhos interrompidos. Além do cuidado com a dramaturgia e com a proposta de encenação, a montagem apresenta um vasto repertório musical que conta com composições de grandes nomes como Paulo Cézar Pinheiro, Gloria Bonfim, Elsa Soares, Daniel Garnet, Candeia, Zé Keti, Roque Ferreira, entre outros.

A direção artística da montagem é assinada por Giovani Bruno, e a assistência de direção por Rosangela Pereira, ambos atores, diretores e professores de teatro. A preparação vocal foi feita pela cantora Estela Manfrinato com assistência de seu parceiro Saulo Ligo. Leonardo Moraes, também artista piracicabano, está à frente da direção de produção do projeto, conta com a produção executiva de Aline Soares e assistência de Magna Eliez.

O elenco é formado por Aline Soares, Bruna Ribeiro, Dafni Fernanda, Maria Gabriella Tamer, Leonardo Moraes, Luciléia Zulini, Magna Eliez, Tiara Silva e Wellington Camargo, além do elenco do coro, composto por Jaqueline Oliveira, Rafael Henrique e Vitória Araújo.

Serviço
“Peneiras Conta Negritude”
Apresentações nos dias: 5, 8, 10, 11, 12, 17, 19, 20 e 22 de novembro
Horário: 20h
Ingressos: R$ 15,00 (valor único)
Local: Rua Treze de Maio, 1118 – Alto – Piracicaba/SP
Vendas: producaocoletivopeneiras@gmail.com
Informações: (19) 9 9938-8715

Piracicaba Digital

PIRADIGITAL © 2017 Todos os direitos reservados