Espetáculo ‘A Vila do Galo Chororó’ estreia em agosto

Os ingressos adquiridos antecipadamente com a produção custam R$ 15.

24/07/2018 | 11:00
Última atualização: 24/07/2018 | 11:01

Foto: Divulgação (Engenho da Notícia.

O espetáculo ‘A Vila do Galo Chororó’ estreia em agosto com cinco apresentações no ECA Guarantã, em Piracicaba (SP). A peça, que também marca a estreia de Leonardo Moraes na direção, será encenada nos dias 3, 4, 5, 11 e 12. Os ingressos custam R$ 20 nos dias das apresentações, porém, quem adquirir antecipadamente com a produção paga R$ 15.

Nos dias 3, 4 e 12 o evento acontece às 20h. Já nos domingos, dias 5 e 12, o espetáculo será encenado a partir das 19h. Os convites podem ser adquiridos pelos telefones (19) 99938-8715, (19) 9.8303-3956 ou pela fan page do facebook “A Vila do Galo Chororó”.

A peça é uma comédia escrita por Igor Castilho, que compilou diversos personagens de sua própria criação e convidou Moraes para assinar a direção da montagem, com o propósito de realizar um espetáculo com artistas de diferentes seguimentos e não por um grupo ou companhia.

“Fugimos do costume tradicional, com um apanhado de ideias e pessoas que estavam dispostas a participar do projeto”, afirmou o diretor que sempre desejou dirigir sobre sua primeira oportunidade. “Acho que estava esperando uma chance e, desta vez, ela bateu a minha porta”, disse Leonardo Moraes.

Tradicionalmente, o espetáculo parte de uma proposta do diretor. Porém, neste caso, a montagem parte da concepção inicial do autor. “Estudei muito sobre o tipo de texto proposto, partimos para uma linha de inspiração e preferimos não assumir a responsabilidade de dizer que trata-se de um gênero específico. Portanto, quem assistir irá perceber as influencias da comédia e, ao mesmo tempo, uma mistura musical”, definiu Moraes.

Sinopse
Perdida no interior do Brasil, a Vila do Galo Chororó seria apenas mais uma vila dentre todas as outras vilas que existem na cidade de Poinquicabe se não fosse por, nela, residir o Galo Chororó: um galo que fala. Apesar de o dia ali se arrastar de maneira repetitiva, a mudança de duas idosas para a casa 44 rompe o monótono cotidiano da localidade e torna-se suspeita após a previsão de uma cigana de que “dois anjos maus desceriam até a Vila”.

 As senhoras passam a articular a procura de “tesouro” e isso, somado à morte do comendador proprietário da Vila, faz com que todos se vejam imergidos numa deliciosa e divertida confusão. Quem são esses “anjos do mal”? Onde está “o tesouro”?  Quem matou o comendador? Essas e outras perguntas fazem o dia na Vila do Galo Chororó ser recheado de reviravoltas, de conflitos e, claro, de muitas gargalhadas.

Leonardo Moraes
Formado em Arte Dramática pelo SENAC-SP, iniciou seus estudos em 2009 no programa de oficinas de teatro da Movimentação Cultural através da SEMAC, onde participou de diversas oficinas, workshops e montagens teatrais. Em 2012 foi convidado para integrar a CETA (Cia. Estável de Teatro de Piracicaba) onde participou de grandes produções como os espetáculos musicais “Sobre a Terra Que Arde – Uma Fábula Acústica” e “No Reino da Felicidadolândia”, além de “O Testamento do Cangaceiro” e “Os Que Têm a Hora Marcada”.

Ainda em 2012, entrou para Escola de Música de Piracicaba Maestro Ernst Mahle, iniciando seus estudos em canto com a mestra em canto lírico Débora Letícia. No ano seguinte entrou para a academia de ballet clássico e jazz do CCRCC, onde participou de musicais clássicos como “O Fantasma da Ópera” e “Cinderela”.

Em 2016 protagonizou a peça “O Despertar da Primavera”, em seu espetáculo de formação acadêmica e passou a integrar o elenco da Cia. D’Vergente de Teatro, com a montagem de “Revista-Me Brasilis”, através projeto Ademar Guerra. Em 2017 produziu o musical infantil “No Fundo do Mar – Uma Aventura Musical”, com a Encanto Produções & Eventos e o espetáculo afro-brasileiro “Peneiras Conta Negritude”, do Coletivo Peneiras de Teatro, atuando em ambos como ator e produtor. Neste ano, Leonardo está envolvido em diversos projetos, montagens e trabalhos culturais, assumindo outras frentes como ator e produtor.

Serviço:
O espetáculo tem duração de 80 minutos e classificação indicativa de 14 anos. O ECA-Guaranta fica na Av. Santa Lídia, 548 – Areião – Piracicaba/SP.
Informações: (19) 3413-7888

Piracicaba Digital

maxgourmet

PIRADIGITAL © 2017 Todos os direitos reservados