Três casos de estelionato são registrados em Piracicaba

Descobertas aconteceram na sexta-feira (3). Duas pessoas tiveram nome usado em planos de telefonia.

05/11/2017 | 10:00
Última atualização: 04/11/2017 | 20:37

Foto: Agência Brasil

Um motorista de 47 anos descobriu que estava devendo R$ 159,98 para uma operadora de telefonia ao receber uma uma carta de cobrança, informando que o valor era correspondente a duas parcelas de um contrato com a empresa, localizada em Guarujá (SP). O homem, que vive em Piracicaba (SP) e nunca morou na cidade, informou que desconhece o contrato e procurou a polícia, por se tratar de um golpe. A conta foi aberta no dia 4 de outubro, mas o crime só foi descoberto na última sexta-feira (3).

Pelo mesmo motivo, uma mulher de 28 anos também procurou a delegacia na sexta-feira, em Piracicaba, para registrar um boletim de ocorrência depois de começar a receber cobranças de uma operadora de telefonia referentes a uma linha adquirida em seu nome no ano de 2015. De acordo com o boletim de ocorrência, a dívida está em R$ 404,76, mas a vítima nega ter comprado o aparelho, assim como ter realizado o plano.

Cheques
No mesmo dia, um vendedor de 28 anos também descobriu ter caído em um golpe. De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima se surpreendeu ao ver que cheques nos valores de R$ 3.900, R$ 4.200 e R$ 4.250, respectivamente, foram depositados em sua conta e que apenas o primeiro foi compensado. Segundo relato do vendedor a polícia, ele nunca emitiu tais cheques e acredita que seu talão possa ter sido clonado.

 

 

Arlete Moraes

Jornalista | PIRADIGITAL | arlete@piradigital.com.br

PIRADIGITAL © 2017 Todos os direitos reservados