São Pedro investe R$ 3 milhões em ações de combate às perdas de água

Trabalho inclui projetos de setorização, instalação de válvula redutora de pressão e troca de rede de água.

20/09/2018 | 14:10
Última atualização: 20/09/2018 | 13:23

Foto: Banco de imagens (Pixabay)

O Serviço Autônomo de Água e Esgoto de São Pedro (Saaesp) vai investir R$ 2.995.150,02 em ações de combate às perdas de água. Os recursos – R$ 2,6 milhões liberados via Agência das Bacias PCJ (rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí) e R$ 350,7 mil de contrapartida municipal – serão usados para projeto de setorização, instalação de válvula redutora de pressão e troca de rede de água.

“Essas são ações que complementam outras elencadas no Plano de Perdas, algumas já implantadas, como a Estação de Tratamento de Lodo, inaugurada em maio de 2017, e que garante economia de 2,4 milhões de litros de água por mês, e a troca de 3.500 hidrômetros ao longo dos últimos 21 meses “, informa o diretor-presidente do Saaesp, Thiago Silva.

Consultor técnico do Saaesp, Thiago Seydell explica que as medidas, aliadas a outras já implantadas ou com implantação planejada, vão baixar o índice de perdas do município. “Nossa meta é chegar a 20% até o final do 2020”, avisa.

O diretor-presidente destaca também que as prioridades encaminhadas para análise da Agência PCJ são todas embasadas em estudos técnicos, feitos por empresa especializada. “É um volume importante de recursos e vem depois de conseguirmos realizar todas as obras importantes para o tratamento de esgoto”, afirmou.  Silva informa ainda que quando todas as ações do Plano de Combate de Perdas forem implantadas, será possível fazer a automação do sistema de abastecimento e distribuição de água. “São ações planejadas que vão garantir eficiência maior”.

A estimativa é que o contrato que garante a liberação de recursos para o Saaesp seja assinado até o final do ano e o processo licitatório comece no início de 2019.

Saneamento
Além de São Pedro, outros 13 municípios da região terão empreendimentos na área de saneamento básico financiado por recursos oriundos, em grande parte, da cobrança pelo uso da água em rios de domínio do Estado de São Paulo e da União. O total investido é R$ 24,3 milhões, valor que chega a R$ 30 milhões quando consideradas as contrapartidas dos municípios. Os projetos são na área de tratamento de esgoto e combate ás perdas de água na rede de abastecimento.

Além de São Pedro foram contemplados projetos de Salto, Amparo, Santa Bárbara d’Oeste, Rio das Pedras, Rafard, Jaguariúna, Itirapina, Capivari, Indaiatuba, Nova Odessa, Pedreira, Campinas e Jundiaí. Todos participaram do processo de seleção de projetos realizado anualmente pela Agência das Bacias PCJ e Comitês PCJ. Novo processo de seleção será aberto em novembro.

Piracicaba Digital

PIRADIGITAL © 2017 Todos os direitos reservados