Parque do Mirante passa por manutenção completa

Além da poda de árvores, luminárias foram limpas; câmeras de monitoramento também foram desobstruídas

01/03/2019 | 13:42
Última atualização: 01/03/2019 | 13:42

Foto: Eleni Destro (CCS)

A Prefeitura de Piracicaba (SP) finalizou a manutenção das árvores do Parque do Mirante. Esse tipo de trabalho é constante, mas com as chuvas e ventos que atingiram a cidade nos dois primeiros meses, foi necessária uma força-tarefa para deixar o parque em ordem. A poda foi realizada em todo o Parque. A supressão de 25 – secas ou já caídas – foi necessária. O Parque do Mirante é um dos principais cartões-postais de Piracicaba.

A força-tarefa foi coordenada pela Secretaria de Defesa do Meio Ambiente (Sedema). O trabalho foi grande e complexo, segundo informações do setor de Arborização da secretaria. Os equipamentos mais pesados não entram no parque, então, o corte e a poda, além da retirada dos resíduos, tiveram de ser feitos manualmente.

A poda da vegetação foi feita, também, com o objetivo de ampliar o alcance das 16 câmeras de segurança que existem no Parque e são monitoradas pela Cemel (Central de Monitoramento Eletrônico), que funcionam 24 horas, sob responsabilidade da Guarda Civil. Ainda com o objetivo de garantir a segurança dos turistas, as luminárias do Parque também foram desobstruídas para otimizar a iluminação.

Patrimônio
Além de sua beleza natural e da vista privilegiada do salto do rio Piracicaba, o Parque do Mirante abriga o Aquário Municipal Ilda Borges Gonçalves, que recebe em média 8.000 visitantes/mês, e o NEA (Núcleo de Educação Ambiental). Nele também está instalado um painel da artista plástica Clemência Pizzigatti (1935-2005), que mostra a cidade no seu lado esquerdo, com o fundador da cidade, capitão Antonio Corrêa Barbosa, a Casa do Povoador e um Batalhão da Guerra do Paraguai. No centro está caracterizada a Noiva da Colina com o rio Piracicaba, e o lado direito simboliza a cidade moderna, a indústria canavieira, o comércio e a lavoura.

A informações sobre a história do Parque do Mirante estão na publicação Piracicaba, o Rio e a Cidade: Ações de Reaproximação, do Ipplap (Instituto de Pesquisas e Planejamento de Piracicaba), de autoria do arquiteto e urbanista Marcelo Cachioni, diretor de Patrimônio Histórico do Ipplap.

Ainda no século 19, o Barão de Rezende mandou construir um mirante para o Salto em suas terras, o qual foi remodelado com mais um pavimento, entre 1906 e 1907, por Carlos Zanotta. Entre as décadas de 1910 e 1930 os piracicabanos passaram a frequentar o local para realização de piqueniques e para caminhadas ao longo dos passeios à direita, até ao canal. O Parque do Mirante conhecido como é hoje, foi inaugurado na gestão do prefeito Salgot Castillon, no dia 1° de agosto de 1962.

Entre as espécies de árvores em sua área estão o marinheiro, jequitibá, figueira, flamboyant, pau d`alho, cedro-rosa, açoita-cavalos, alecrim-de-campinas e a árvore-símbolo de Piracicaba, o tamboril, usada pelo capitão Antônio Corrêa Barbosa para construir barcos.

Painel da artista Clemência Pizzigatti se encontra no Parque do Mirante/Foto: Eleni Destro (CCS)

Piracicaba Digital

PIRADIGITAL © 2017 Todos os direitos reservados