Empresa na qual reator explodiu já foi multada por lançar líquidos industriais no solo

Na segunda-feira (8 de outubro), a Biocapital recebeu a 3ª penalidade por disposição inadequada de efluentes e a 2ª por emissão de odores.

10/10/2018 | 13:23
Última atualização: 10/10/2018 | 15:32

Foto: Divulgação.

A Biocapital, empresa na qual uma explosão provocou a morte de três trabalhadores e deixou um ferido na última terça-feira (9), em Charqueada (SP), recebeu na segunda-feira (8 de outubro), multa no valor de R$ 822,4 mil. A penalidade foi a terceira aplicada à empresa pela Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) em função da disposição inadequada de efluentes líquidos industriais. Na mesma data, a Biocapital também recebeu a segunda penalidade, por emissão de odores, no valor de R$ 15,420 mil.

A Biocapital Participações S/A é uma fabricante de substancias químicas orgânicas e, segundo a Cetesb, possui Licença de Operação válida até 07.06.2020. Apesar disso, segundo a companhia, a empresa apresenta a ocorrência de lançamento de efluentes diretamente no solo, fato que acarreta a chegada dos mesmos ao curso de água, por intermédio da drenagem de águas pluviais.

Explosão
Por meio de nota, a Cetesb informou que a equipe da Agência da Companhia de Piracicaba (SP) foi nesta quarta-feira (10 de outubro) ao local. Ao chegarem foi constatado que a Biocapital estava com todas as atividades paralisadas, sem energia elétrica e todos os funcionários haviam sido dispensados. Equipe do Corpo de Bombeiros havia isolado a área do acidente, permanecia no rescaldo e aguardo do resfriamento dos equipamentos. O local também estava isolado para trabalho da perícia.

Ainda segundo a Cetesb, em relação aos aspectos ambientais, o acidente foi pontual, dentro da área de produção provida de contenção. Não houve derramamento de produto no solo ou emissão de gases passíveis de causarem poluição direta proveniente do evento ocorrido.

A Companhia destaca, no entanto, que já estava conduzindo ações de fiscalização no local, tendo sido constatadas diversas irregularidades quanto a liberação de poluentes no meio e tem aplicado as devidas penalidades administrativas.

Investigação
A Polícia Civil de Charqueada abriu inquérito para investigar o acidente. As causas ainda não foram divulgadas. De acordo com a Cetesb, existe a indicação de que aconteceu um deslocamento de massa de ar, reação química, na entrada do reator.

A Assessoria de Imprensa da Secretaria de Segurança Pública (SSP), informou, por meio de nota, que “A investigação por meio de inquérito policial pela Delegacia de Charqueda, aguarda a conclusão dos laudos no IC e o relatórios da Cetesb e ANP. A vítima sobrevivente e outros funcionários do local serão ouvidos nos próximos dias”.

 

 

 

 

 

 

 

 

Arlete Moraes

Jornalista | PIRADIGITAL | arlete@piradigital.com.br

PIRADIGITAL © 2017 Todos os direitos reservados